Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral, e pelos esforços que faz para domar suas más inclinações. (Allan Kardec - E.S.E, XVII, 4)

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

COEZMUC 2013



A COEZMUC – Confraternização Espírita da Zona do Mucuri – de 2013, realizada no período de carnaval, reuniu 167 pessoas das cidades de Teófilo Otoni, Nanuque, Almenara, Ladainha e Pedra Azul, na Escola Municipal Irmã Maria Amália. As equipes de artes e integração abrilhantaram o evento com apresentações artísticas como Sarau e Teatro, além da exibição de um excelente filme, baseado em fatos, que remeteu todos os assistentes à compreensão de que a felicidade relativa é possível neste mundo de provas e expiações. A equipe de Estudos por sua vez, trouxe, de Belo Horizonte, os confrades Kemper, Sônia Jácome, Sônia Karla e Nelma que, juntamente com os companheiros da cidade, proporcionaram momentos de reflexão e engrandecimento espiritual. As equipes de Manutenção e Nutrição tiveram papel determinante para o êxito do evento. Esta foi a quinta edição da COEZMUC e para o próximo ano o tema será "O Evangelho Segundo o Espiritismo".Bem vindos à COEZMUC 2014!

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O Espírita e o Carnaval

 
"Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém" (I Cor. 6:12)   
Muitos espíritas, ingenuamente, julgam que a participação nas festas de Momo, tão do agrado dos brasileiros, não acarreta nenhum mal a nossa integridade psicoespiritual. E de fato, não haveria prejuízo maior, se todos pensassem e brincassem num clima sadio, de legitima confraternização. Infelizmente, porém, a realidade é bem diferente. Vejamos, por exemplo, as conclusões a que chegou um grupo de psicólogos que analisou o carnaval, segundo matéria publicada já há algum tempo no Correio Brasiliense, importante jornal da Capital da República:

"(…) de cada dez casais que caem juntos na folia, sete terminam a noite brigados (cenas de ciúme, intrigas, etc.); que, desses mesmos dez casais, posteriormente, três se transformam em adultério; que de cada dez pessoas (homens e mulheres) no carnaval, pelo menos sete se submetem a coisas que abominam no seu dia-a-dia, como o álcool e outras drogas (…). Concluíram que tudo isto decorre do êxtase atingido na grande festa, quando o símbolo da liberdade, da igualdade, mas também da orgia e da depravação, estimulado pelo álcool leva as pessoas a se comportarem fora de seus padrões normais (…)".

Um detalhe importante que, provavelmente, eles não sabem, é que no plano invisível a turma do astral inferior também se prepara e vem aos magotes participar dos folguedos carnavalescos. Na psicosfera criada por mentes convulsionadas pela orgia, os espíritos das trevas encontram terreno propício para influenciar negativamente, fomentando desvios de conduta, paixões grosseiras, agressões de toda a sorte e, ainda, astuciosas ciladas. No livro "Nas Fronteiras da Loucura", psicografado por Divaldo Pereira Franco, são focalizados vários desses processos obsessivos, sobre pessoas imprevidentes, que pensavam apenas em se divertir no carnaval do Rio. Mostra também o infatigável trabalho dos espíritos do bem, a serviço de Jesus, procurando diminuir o índice de desvarios e de desfechos profundamente infelizes.

Só por essa amostra já dá pra ver como é difícil, para qualquer cristão, passar incólume pelos ambientes momescos. Por maior que seja a sua fé, os riscos de contrariedades e aborrecimentos são muito grandes. Fiquemos, portanto, com o apóstolo Paulo, que dizia "tudo me é lícito, mas nem tudo me convém". (I Cor. 6,12).


Pedro Fagundes Azevedo - Sítio www.espiritismobr.com.br

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

COEZMUC 2013

De 09 a 13 de fevereiro de 2013 acontecerá a 5ª Confraternização Espírita da Zona do Mucuri – COEZMUC.

Nesta edição, o evento tem como tema central “Em busca da Felicidade” e conta com a colaboração de expositores da nossa cidade e de Belo Horizonte.
Esse encontro propicia aos trabalhadores espíritas e seus familiares uma oportunidade de dinamizar com os confrades da cidade e região durante a turbulência do carnaval, que segundo notícias da espiritualidade, é caracterizado por uma intensa investida de entidades inferiores, que se aproveitam do desequilíbrio físico e mental, causado pela ingestão de álcool, consumo de drogas e desregramento sexual, comumente observado nos participantes de aglomerações típicas da festa do Momo.
Participar da COEZMUC, portanto, é uma forma de nos auxiliar, através do estudo, e auxiliar os benfeitores espirituais que se utilizam da vibração do encontro para amenizar o sofrimento daqueles que se deixam levar pela materialidade da existência terrena.
Gustavo Grateki




Regras de Felicidade

Lembre-se de que os outros são pessoas que você pode auxiliar, ainda hoje, e das quais talvez amanhã mesmo você precisará de auxílio.
Todo solo responde não somente conforme a plantação mas também segundo os cuidados que recebe.
Aqueles que renteiam conosco nas mesmas trilhas evolutivas assemelham-se a nós, carregando qualidades adquiridas e deficiências que estão buscando liquidar e esquecer.
Reflita nos arranhões mentais que você experimenta quando alguém se reporta irrefletidamente aos seus problemas e aprenda a respeitar os problemas alheios.
Pensemos no bem e falemos no bem, destacando o lado bom dos acontecimentos, pessoas e coisas.
Toda vez que agimos contra o bem, criamos oportunidades para a influência do mal.
Mostremos o melhor sorriso - o sorriso que nos nasça do coração - sempre que entrarmos em contato com os outros.
Ninguém estima transitar sobre tapetes de espinhos.
Evitemos discussões.
Diálogo, na essência, é intercâmbio.
Se você tem algo de bom a realizar, não se atrase nisso.
Hoje é o tempo de fazer o melhor.
Estime a tarefa dos outros, prestigiando-a com o seu entusiasmo e louvor na construção do bem.
Criar alegria e segurança nos outros é aumentar o nosso rendimento de paz e felicidade.
Não contrarie os pontos de vista dos seus interlocutores.
Podemos ter luz em casa sem apagar a lâmpada dos vizinhos.
Você é uma instituição com objetivos próprios dentro da Vida, a Grande Instituição de Deus.
Os amigos são seus clientes e se você procura ajudá-los, eles igualmente ajudarão você.
Se você sofreu derrotas e contratempos, apenas se deterá se quiser.
A Divina Providência jamais nos cerra as portas do trabalho e, se passamos ontem por fracassos e dificuldades em nossas realizações, o Sol a cada novo dia nos convida a recomeçar.
Francisco Cândido Xavier – Livro Na Era do Espírito - Pelo Espírito André Luiz.





sábado, 2 de fevereiro de 2013

Boletim Eletrônico Semanal

Caros Irmãos,

O Centro Espírita Joseph Gleber conta com um informativo semanal onde são publicados textos de cunho doutrinário sobre assuntos diversos, e onde são divulgadas as atividades da casa.
Caso queiram receber as publicações semanais, deverão entrar em contato através do e-mail dcse.divulg@gmail.com.

Fraternalmente,
Equipe de Divulgação - DCSE/CEJG