Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral, e pelos esforços que faz para domar suas más inclinações. (Allan Kardec - E.S.E, XVII, 4)

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Atualidade das obras de Kardec


A informação espírita é conteúdo valioso para nosso aprendizado por muitas vidas.
A oportunidade do estudo sobre assuntos transcendentes deve ser aproveitada por todos nós que conhecemos os ensinamentos espíritas enquanto estamos a caminho na trajetória terrestre.
Boa parcela da humanidade só ficará sabendo sobre a realidade da vida espiritual quando nela estiver inserida. Quando já houver chegado ao outro lado da vida!
O Espiritismo nos enseja conhecer a realidade que nos aguarda após a morte do corpo físico durante a própria encarnação. Enquanto estivermos a caminho na trajetória material!
Isso é um alento. Mas, precisamos fazer a nossa parte. Esse maravilhoso manancial de preciosos recursos não deve ser descurado por negligência ou falta de interesse. Daí a importância de estudarmos a Doutrina Espírita e a divulgarmos aos interessados em conhecê-la.
A melhor maneira de iniciarmos os estudos espíritas é começar pelas obras fundamentais que integram a denominada Codificação Espírita. Dentre elas, incluem-se: O livro dos espíritos, O livro dos médiuns, O evangelho segundo o espiritismo, O céu e o inferno, A gênese.
Porém, há outras publicações oriundas dos escritos do Codificador ou por ele compiladas, não menos importantes: O que é o espiritismo, Viagem espírita em 1862, O espiritismo na sua expressão mais simples, Obras póstumas e a Revista Espírita, dirigida pelo próprio Codificador (1858-1869).
Às vezes, ficamos na dúvida quanto à leitura de uma ou outra obra espírita ou assim considerada. O procedimento mais adequado quanto à leitura e estudo de obras espíritas, mediúnicas ou não, é a de que estejamos sempre atualizados sobre os conceitos doutrinários originários das obras fundamentais de Allan Kardec. Assim, poderemos comparar a leitura de novos textos com o conteúdo assentado na Codificação.
Algumas informações só poderão ser confirmadas futuramente. Por isso, a prudência e a cautela são sempre recomendáveis.
Em todos os livros e periódicos, publicados pelas mais diversas editoras, encontramos boas e confiáveis informações. Têm sido comuns informações ou revelações ainda não passíveis de confirmação. E outras, nas quais já se podem observar flagrantes contradições com os princípios do Espiritismo.
Não nos cabe julgar, condenar, criar um novo index prohibitorium. O ideal é que as editoras selecionem adequadamente suas publicações. Enquanto isso não acontece, a seleção fica, na maioria dos casos, com o próprio leitor. Daí a necessidade de estarmos constantemente preparados para fazer as melhores escolhas.
“Ler tudo e reter o que é bom.” Essa recomendação do apóstolo Paulo é válida e continua atual em nossos dias em que a oferta de informações é tão vasta.
Todavia, não nos iludamos com o engodo de que a obra básica está desatualizada. O que precisa ser atualizada é nossa ignorância diante de tanta sabedoria exposta nesse manancial de luz e esclarecimento que são as obras codificadas por Allan Kardec.
Quanto mais estudarmos, maiores serão nossas possibilidades de compreensão da Verdade e de implantação do Reino de Deus na Terra a iniciar-se pelo nosso próprio coração.
 
Geraldo Campetti Sobrinho
Fonte: www.febnet.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário