O berço doméstico é a primeira escola e o primeiro templo da alma." Neio Lúcio - Jesus no Lar

sábado, 20 de março de 2021

Conselhos de família

 


(Primeira sessão)

Foi perguntado ao Espírito protetor da família se ele podia dar alguns conselhos aos membros presentes; ele respondeu:

Sim. Tenham confiança em Deus e procurem instruir-se nas verdades imutáveis e eternas que lhes ensina o livro divino da Natureza.

Ele contém toda a lei de Deus, e os que sabem ler e o compreendem são os únicos a seguirem o verdadeiro caminho da sabedoria.

Que nada do que vejam seja negligenciado, porquanto cada coisa traz em si um ensinamento e deve, pelo uso do raciocínio, elevar a alma para Deus e dele aproximá-la.

Em tudo quanto ferir a inteligência, procurem sempre distinguir o bem do mal: o primeiro, para o praticar; o segundo, para o evitar.

Antes de formular um julgamento, voltem sempre o pensamento para o ETERNO, que os guiará ao bem, E NÃO OS ENGANARÁ JAMAIS.

 

(Segunda sessão) 

Boa-noite, meus filhos. Se me amais, procurai instruir-vos; reuni-vos muitas vezes com este pensamento.

Ponde vossas ideias em comum: é um excelente meio, pois em geral não comunicamos senão as coisas que julgamos boas; temos vergonha das más.

Assim, são guardadas em segredo ou só são comunicadas aos que queremos tornar cúmplices. Distinguem-se os bons dos maus pensamentos, porque os primeiros podem, sem nenhum receio, ser transmitidos a todo o mundo, ao passo que os últimos não poderiam, sem perigo, ser comunicados senão a alguns.

Quando vos vier um pensamento, para julgar de seu valor perguntai-vos se podeis torná-lo público sem inconveniente e se não fará mal: se vossa consciência vo-lo autorizar, não temais, vosso pensamento é bom.

Dai-vos mutuamente bons conselhos, tendo em vista somente o bem daquele a quem os dais, e não o vosso.

Vossa recompensa estará no prazer que experimentareis por terdes sido úteis. A união dos corações é a mais fecunda fonte de felicidades; e, se muitos homens são infelizes, é que só procuram a felicidade para si mesmos.

Ela lhes escapa precisamente porque julgam encontrá-la somente no egoísmo. Digo a felicidade e não a fortuna, porquanto esta última só tem servido como sustentáculo à injustiça, e o objetivo da existência é a justiça.

Se a justiça fosse praticada entre os homens, o mais afortunado seria aquele que realizasse maior soma de boas obras.

Se, pois, quiserdes tornar-vos ricos, meus filhos, praticai muitas ações boas.

Pouco importam os bens do mundo; não é a satisfação da carne que se deve buscar, mas a da alma.

Aquela é efêmera; esta é eterna.

Por hoje é bastante.

Meditai estes conselhos e esforçai-vos para pô-los em prática: aí se encontra o caminho da salvação.

 

Conselhos ditados numa reunião íntima, por um Espírito eminentemente superior e benevolente

Revista Espírita – janeiro/1860


Um comentário:

  1. Amei. Acordar numa manhã ensolarada,ouvindo o canto dos pássaros e lendo essas orientações é benção de Deus...

    ResponderExcluir