Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral, e pelos esforços que faz para domar suas más inclinações. (Allan Kardec - E.S.E, XVII, 4)

sábado, 5 de setembro de 2020

Sombras e luzes


Sombras e luzes cercam os roteiros dos homens que perambulam na escola terrena.
O livre arbítrio rege os nossos destinos.
Compete a cada criatura a análise serena de si mesmo, para purificar no íntimo do coração as atitudes e ações de cada momento.
Cercado pelas lutas do cotidiano, muitas vezes o homem esquece a beleza da prece, da sintonia divina com os mananciais de luzes celestiais. Busquemos, pois, meus amados a serenidade necessária para colhermos da vida os frutos da harmonia e da paz.
Esqueçamos o “eu” para vivermos o “nós”.
Nas sendas edificantes do trabalho cristão surgem diante de vós inúmeras situações a exigirem fé, bom ânimo, espírito de renúncia e sacrifício e uma imensa dose de amor no coração para derramá-lo como gotas de luz e de esperança no socorro àqueles que sofrem.
Olhemos em torno de nós e observemos a dor que atinge os nossos irmãos, envolvendo-os no torvelinho do desespero e da dor.
Se queres ajudar, meu irmão, faça um balanço de vossas ações diárias. Uma autoanálise. Veja o que tens feito de vossa vida. Como acolhes os espinhos que vos ferem.
Como reages diante de alguém que vos ofende.
Se guardas contigo a joia excelsa da humildade, vossas ações serão de serenidade e compreensão e saberás retirar os espinhos, sorrindo e falar com bondade aos que vos ofendem, oferecendo ainda a taça do amor e do entendimento.
Cuidai, porém, meus amados irmãos, de se precaverem contra as sombras do egoísmo e da vaidade.
Libertai-vos dos melindres pessoais e buscai apenas o serviço do amor, que eleva e redime, burilando-vos o espírito para melhores jornadas em vidas futuras.
Irmãos de meu coração tange-me o ser de emoção quando vos falo.
Almejo vê-los firmes nesta estrada lutando pela implantação da luz nos caminhos da Terra.
Onde fores, leves a vossa palavra de fé, de consolo, de serenidade.
No mundo conturbado precisamos de veículos capazes de transmitir nossas orientações. Pois em muitos momentos uma palavra de serenidade e equilíbrio salva uma vida prestes a despencar-se nos espinheirais do suicídio.
Uni-vos sob os elos divinos da fraternidade, precisamos de cada um dos elementos que compõem este Grupo, cerrando fileiras para concretizarmos os nossos ideais.
Não percamos mais tempo, se vós pudésseis observar os planos maravilhosos que almejamos realizar, estaríeis ainda mais atentos às leis divinas da vigilância e do amor, procurando na concretização de cada tarefa, mentalizar o Mestre como vanguardeiro e guardião de nosso trabalho.
União, humildade, fé e amor.
Continuem trabalhando com afinco e estaremos ajudando a cada um a apoiar-se no cajado excelso do bem e do serviço cristão, sem barreiras, para concretizarmos os objetivos sagrados que temos a concluir. 


Joseph Gleber

Nenhum comentário:

Postar um comentário